Terça-feira, 7 de Outubro de 2008
Lost

Não, este post não faz referência a series televisivas, mas este titulo ficava bem.

 

Sinto que algures no mundo algo mudou e ninguém me disse nada. Não foi nada na China, nem no Afeganistão, que ai nós sabemos o que se passa. Foi algo que se passou com as pessoas que eu conheço, com as pessoas com quem convivi, algo que se passou nos lugares onde habito!

 

Há demasiadas floribelas e demasiadas mamas (talvez seja o mesmo...)

O que é que se passou? Que caminhos se abriram que eu não vi? Onde está a fotocopiadora?

 

Sinto-me aqui como um bicho raro. Pronto, é certo, que há coisas que eu mesma não considero normais em mim, mas subitamente as pessoas mudaram e eu não. 

 

Há até quem já tenha filhos!!!! Quem compre casa, tenha conta conjunta, quem se case... 

 

Acho que um casamento pode ser algo muito bonito. Não me imagino a casar, mas quando vejo um casamento apetece-me.  Há casamentos de afecto e quando assim é sinto claramente que ali está o futuro, não o meu, mas o futuro.

 

Depois há sempre quem me apresse, quem diga - então e tu?  E eu... sei lá... tenho tempo, digo.

 

Porque é que o tempo não é agora?, não faço ideia, porque é que não sinto a segurança suficiente, não sei...

 

Apetece-me partilhar e aninhar. Apetece-me construir algo sólido com alguém. Apetece-me comprar coisas para a casa :P  É sempre aconchegante a ideia de morar, crescer, viver com quem gostamos, mas e se nós ainda não somos. Se eu ainda ando a ver de mim, a procurar-me?

 

Cadê eu?????  E se eu ainda resolver colocar implantes mamários, fazer extensões, pintar o cabelo de loiro? Quero ter tempo...



publicado por ana.mafalda às 18:19
link do post | comentar | favorito